6 erros a evitar quando procura um emprego em Finanças

Publicado pela Fed Finance em Conselhos de emprego
29/10/2021
6 erros a evitar quando procura um emprego em Finanças
Procurar emprego é um processo moroso e trabalhoso que requer uma boa estratégia. Conheça os erros mais comuns cometidos pelos candidatos e o que deve evitar para obter os melhores resultados na procura de emprego.

Esquecer-se de atualizar os seus meios profissionais
Atualmente, as redes sociais como o Linkedin são o meio mais fácil e imediato de os recrutadores poderem confirmar o seu perfil. Se não estiver atualizado, com as suas competências e experiências mais recentes, poderá perder algumas oportunidades.
Encontre o emprego certo mais rápido. Registe-se em sites de ofertas de emprego, como o Alerta Emprego ou empresas de recrutamento especializado, na área financeira, como é o caso da Fed Finance. Estas plataformas de emprego têm alertas de e-mail que facilitam bastante o acesso às ofertas mais adequadas ao seu perfil.

Como evitar este erro: Certifique-se que cada plataforma que utiliza ou que já utilizou no passado está atualizada com a sua situação profissional presente.

Enviar um currículo que não destaque as competências/experiências certas

As descrições de emprego podem variar de uma empresa para outra, pelo que é importante ter um currículo bem elaborado. Não envie o mesmo CV repetidamente, adapte-o à empresa e oferta de emprego para a qual se está a candidatar. Tenha em atenção que enviar um currículo que não está adaptado à função é uma grande falha. Revela que o candidato não entendeu o que o empregador procura.

Como evitar este erro: Leia atentamente quais são as exigências e a descrição do trabalho, as qualificações e habilitações requeridas. Através do seu currículo mostre ao recrutador como se encaixa na função através das suas experiências anteriores, das suas habilidades e conhecimentos. Deve criar várias versões do seu currículo à medida de cada vaga de emprego. Conheça 5 dicas para construir um bom CV para empregos em finanças.

Enviar um currículo que não tenha revisto primeiro
Tenha em atenção que o seu currículo é o primeiro elemento com que um recrutador entrará em contacto quando se candidatar a um posto de trabalho. Ao enviar um currículo com erros, diminui substancialmente as suas hipóteses de passar para uma segunda fase do processo de recrutamento.Verifique também os números que colocou no seu currículo e as informações de contacto que forneceu.

Como evitar este erro: Uma boa estratégia passa por pedir a alguém para lhe rever o currículo. De tanto olhar para o seu CV, é normal que já não consiga detetar os erros mais simples ou gralhas. Nunca se esqueça que a primeira impressão é essencial.


Esquecer-se de pesquisar a empresa a que se candidata.

Com o acesso facilitado através da internet, encontra informação em segundos. Contudo, demore algum tempo a procurar informação sobre a empresa ou pelo menos sobre o sector.
Os entrevistadores não gostam que um candidato não tenha conhecimentos sobre a empresa ou sobre o posto a que se candidata. É valorizado ir além da descrição no site corporativo da empresa. Em finanças importa ir mais além do que as descrições da empresa, conhecer a situação atual e analisar as tendências do mercado e sector em geral. 

Como evitar este erro: Faça uma pesquisa mais aprofundada e irá destacar-se dos outros candidatos. Refira especificamente os aspetos da organização que considera atraentes, como por exemplo as principais responsabilidades da oferta e os produtos ou serviços da empresa. Verifique o site da empresa, perfis no Linkedin, Twitter, Facebook, leia as opiniões sobre a organização e procure notícias recentes que mencionem a empresa a que se está a candidatar.

Não ser suficientemente descritivo
Os recrutadores passam um tempo limitado com o seu currículo, pelo que precisa de lhes fornecer descrições de emprego concisas, mas bem estruturadas e um resumo que prenda de imediato a atenção. Menos é mais. Ser conciso no papel requer estratégia, esforço e tempo. Não se limite a enunciar o óbvio, facilmente podemos cair na armadilha dos clichês e passar uma imagem de pouca criatividade ou desinteressante. Forneça números e quantifique as conquistas, coloque frases impactantes, saliente as competências linguísticas, software específico que utiliza, nível de Excel que possui e ferramentas de Business Intelligence, por exemplo. 

Como evitar este erro: Cada palavra, número, linha e conquista devem ser cuidadosamente considerados. Não coloque hobbies ou interesses irrelevantes nem muitas soft skills. Em vez de detalhar uma experiência de trabalho ultrapassada (experienciada há mais de 15 anos), use esse precioso espaço do currículo para dar a conhecer os detalhes de trabalhos e experiências mais recentes.

Ser demasiado descritivo
Se frases curtas e não descritivas não forem eficientes, frases muito longas e demasiado descritivas também não são o mais indicado. Não descreva demasiado pois pode revelar falta de precisão e pode esconder informação relevante. Como evitar este erro: Evite colocar experiências passadas que já não têm relevância no momento atual. Não coloque informação demasiado detalhada a nível académico. Retire informações pessoais desnecessárias. A formatação também é importante, mantenha a fonte e a formatação limpa e simples.

Agora que já sabe onde pode melhorar, corrija os seus erros o quanto antes!
Na Fed Finance, não só temos ofertas de emprego no setor financeiro, como também podemos ajudá-lo durante todo o processo de recrutamento. Para obter conselhos valiosos de nossos especialistas, entre em contato com a equipe da Fed Finance


Comentários
Sem comentários ainda, seja o primeiro a reagir!
Comente