5 dicas para construir um bom CV para empregos em finanças

Publicado pela Fed Finance dans Conselhos de emprego
24/08/2021
5 dicas para construir um bom CV para empregos em finanças
O currículo estabelece o primeiro contacto com o recrutador, dá uma primeira imagem sobre o seu perfil profissional e, é determinante para conseguir passar ou não para a fase de entrevista. Especialistas em recrutamento sabem que os responsáveis pela contratação de novos funcionários levam apenas alguns segundos a analisar um curriculum vitae, pelo que este deverá ser o mais objetivo possível, captando a atenção e fazendo a diferença.O que deve ter em atenção para se destacar dos restantes candidatos? Na Fed Finance Portugal, empresa de recrutamento temporário e permanente para cargos de contabilidade e finanças, analisámos 5 dicas fundamentais: 

1. Adapte o seu CV à vaga

O seu currículo tem de transmitir a experiência mais relevante em função do cargo a que se está a candidatar, ao invés de ser uma descrição de todas as experiências e funções profissionais que já teve ao longo da sua carreira. Nunca se esqueça que o mais importante deve constar sempre em primeiro lugar. Tenha sempre disponíveis vários currículos diferentes, para que seja mais fácil a adaptação ao tipo de vaga em questão. Atualize constantemente e adapte-o sempre que for necessário, para o conseguir enviar assim que surge uma oferta que lhe agrade. Inclua no currículo palavras-chave sobre a função, valores e cultura da empresa a que
se candidata. Entre uma avalanche de candidaturas, o currículo mais interessante será aquele que
corresponde exatamente ao conhecimento técnico, experiência de trabalho e requisitos
procurados para o cargo.


2. Seja sucinto e direto
Um bom CV de um perfil financeiro deve ser claro, conciso e de fácil leitura. Não deve ultrapassar as 3 páginas e deve reunir apenas a informação realmente importante. Deve conseguir chamar a atenção e marcar a diferença. Em termos visuais, na área das finanças, deve privilegiar um aspeto mais minimalista.
Inclua o seu link de perfil de Linkedin, pois é uma forma fácil de os recrutadores validarem o seu histórico de trabalho.


3. Realce as suas conquistas

Para além dos empregos que teve, vá mais além e destaque o que alcançou. Enfatize as suas responsabilidades em cada função e as suas conquistas. Procure apresentar resultados concretos que revelem o seu sucesso em cada desafio profissional e realce qual foi o impacto positivo que as suas atividades tiveram no seu departamento ou empresa.


4. Forneça números, quantifique as conquistas
Uma boa dica para prender a atenção é utilizar dados quantitativos, para descrever as suas experiências profissionais anteriores. Destaque metas alcançadas, prémios ou outras distinções. Quantos produtos vendeu? Quanto dinheiro economizou? Quantos colaboradores liderou? Isso é o que pode fazer a diferença como candidato.
No setor financeiro é sempre uma mais valia apresentar alguma informação sobre as empresas em que trabalhou. Nomeadamente sobre o tamanho da empresa, localização, resultados, número de colaboradores e tipo de negócio. Isto dá contexto à sua experiência profissional em cada função, sendo particularmente importante no caso de empresas mais pequenas ou menos conhecidas no mercado.


5. Aprendizagem constante
A área de Finanças valoriza a aprendizagem constante. Por isso, aposte na formação e torne o seu currículo mais atrativo para os recrutadores. O conhecimento e domínio de uma ou mais línguas estrangeiras também é sempre um fator diferenciador e valorizado.
No final, certifique-se que o currículo conta a sua história, de forma resumida, objetiva e apelativa. Confirme que o verificou e reviu completamente, não apresentando erros ortográficos.
Em suma, para que o seu currículo se destaque dos outros candidatos, nunca se esqueça que terá de adaptá-lo especificamente a cada uma das ofertas a que está a concorrer. E esteja a par da saúde financeira da empresa a que se candidata. Pesquise e faça uma análise às contas da empresa a que está a concorrer, e deixe as suas conclusões formularem algumas das questões que pode fazer durante a entrevista. Uma nova versão do seu curriculum vitae, tendo em conta estas 5 dicas, pode ajudá-lo a conseguir uma entrevista.



Comentários
Sem comentários ainda, seja o primeiro a reagir!
Comente