Coisas a evitar nas redes sociais quando se procura um emprego

Publicado pela Fed Finance em Conselhos de emprego
28/07/2022
Coisas a evitar nas redes sociais quando se procura um emprego

As redes sociais podem ser ferramentas incríveis quando se procura um emprego. No entanto, muitas empresas e recrutadores recorrem aos motores de busca da internet e utilizam essas mesmas redes sociais para verificar informação sobre os candidatos e algumas das informações partilhadas podem vir a ser prejudiciais.

A verdade é que nunca estamos realmente sozinhos a partir do momento em que pegamos num telemóvel para iniciar uma partilha numa qualquer rede social. Ao instante de um clique, uma partilha, uma informação, uma fotografia, fica imediatamente exposta para milhões de pessoas. Mas se muitas vezes não pensamos nisso como um problema, quando estamos à procura de um emprego convém ter em atenção a pegada digital que estamos a deixar. Tenha em atenção às coisas a evitar fazer nas redes sociais quando se procura um emprego.

PUBLICAR CONTEÚDO INAPROPRIADO

  • Informações e fotografias. Apesar do LinkedIn ser a rede social mais utilizada para partilha de informação profissional, tenha em atenção às restantes redes sociais uma vez que estas podem ser vistas propositadamente, ou não, pelos recrutadores. Assim, convém que estas não contenham informações ou imagens pessoais que sejam comprometedoras ou inapropriadas.
  • Erros ortográficos. Atenção aos erros gramaticais. Uma vez que está a tentar arranjar emprego um bom conhecimento da língua é sempre mais um ponto a seu favor. 
  • Desative contas que já não utiliza. Com o passar dos anos, muitas redes sociais já deixaram de existir. Desative todas as contas antigas que já não utiliza. Pode até fazer uma pesquisa no Google com o seu nome para verificar o que aparece. Caso o seu seja um nome comum, é possível que apareçam várias pessoas com o mesmo nome, mas se este não for o seu caso, pode ser que os resultados de pesquisa lhe devolvam contas que já nem se lembrava que existiam.

CRITICAR COLEGAS DE TRABALHO OU EMPRESAS

Não se queixe em público. Falar numa rede social é o mesmo que estar a falar em público, para milhões de pessoas. Com a agravante de, neste caso, poder ser visto por um recrutador responsável por um posto de trabalho a que se esteja a candidatar. Lembre-se que nenhum recrutador quer contratar uma pessoa que possa por em causa a reputação da empresa online. Assim, e quaisquer que sejam os seus motivos para com o seu anterior empregador, não é nas redes sociais que vai ganhar a sua causa, podendo esta decisão vir a ter um efeito muito negativo na sua empregabilidade.

PARTILHAR DADOS PRIVADOS

Nunca partilhe dados sensíveis nas redes sociais. A maioria dos ataques cibernéticos são o resultado de uma negligência de alguém. Nunca devem ser partilhados dados sensíveis nas redes sociais, nem seus, nem de empresas. Diariamente temos acesso a um grande número de informação. Quer seja informação pessoal quer seja de informação relativa a empresas onde já trabalhamos. Tenha em atenção à informação partilhada nas redes sociais. Para além de poder trazer danos para a empresa em questão, um qualquer recrutador que verifique que está a partilhar dados sensíveis de uma qualquer empresa não o tomará como uma pessoa séria e idónea e isso pode comprometer seriamente o seu processo de recrutamento. 

OUTRAS INFORMAÇÕES A TER EM CONTA

Para além de ter em consideração aquilo que não deve fazer, há muitas outras coisas que pode, e deve fazer quando utiliza as redes sociais.

  • Use e abuse das configurações de privacidade disponíveis em muitas das redes sociais;
  • Atualize as suas informações profissionais;
  • Invista no perfil do LinkedIn, mais voltado para quem procura estar ativo no mundo do trabalho.
  • No Linkedin da Fed Finance Portugal poderá aceder às vagas de emprego disponíveis e efetuar a sua candidatura com facilidade.

Comentários
Sem comentários ainda, seja o primeiro a reagir!
Comente